Restaurações

As restaurações podem ser realizadas de forma direta, com resinas da cor dos dentes ou de forma indireta, confeccionadas em laboratórios de prótese e cimentadas aos dentes.

Diversas causas podem levar a necessidade da confecção de restaurações nos dentes, como cáries, fraturas, diastemas (espaços entre os dentes), alterações de forma, etc.

Há várias opções de materiais restauradores, tanto para restaurações diretas quanto indiretas. Antigamente as restaurações diretas eram feitas em amálgama, material escuro a base de mercúrio, que com o avanço dos materiais odontológicos foi caindo em desuso dando lugar as resinas compostas, um polímero largamente utilizado na clínica odontológica. Restaurações em resina possuem um tempo de duração inferior a cerâmica, uma vez que são mais passíveis a alterações de cor e desgastes.

 

Em relação as restaurações indiretas, coroas metálicas eram amplamente utilizadas no passado. Com uma demanda por trabalhos mais estéticos associado aos avanços tecnológicos que temos observado na odontologia nos últimos anos, atualmente preconizamos o uso de materiais como cerâmicas, zircônia e resina.

 

A melhor forma de executar a restauração - direta ou indireta - dependerá de alguns fatores, como: a extensão do tecido dentário perdido e a recuperação da função adequada.

Para dúvidas e mais esclarecimentos, entre em contato.